O meu nome é Cátia Silva, nascida e criada no Entroncamento, Portugal. Licenciei-me na área da educação e durante cerca de 10 anos dediquei-me ao ensino em Portugal, Macau e Angola.  Adoro fazer a diferença na vida dos outros. No entanto, assim como acontece com a maioria das pessoas, algumas das minhas outras paixões ficaram guardadas numa prateleira, mas prontas para sair dela. Se me perguntarem como tudo começou, nem sei bem. Talvez tudo tenha começado quando eu era pequena e curiosa. Nessa altura  andava sempre à procura de decorações bonitas, maravilhosos vestidos de noiva únicos em revistas. Para além disso, tenho uma certeza: tudo começou com a minha procura pelo "diferente" e "não convencional", pelo desejo de sair fora da caixa e mostrar ao mundo que é bom haver algumas reviravoltas. A organização de festas foi o primeiro passo. Organizei mais de 100 festas de vários géneros, elegendo as minhas festas de casamento em Portugal e na Ásia como as mais especiais. Depois seguiu-se a organização de outras festas e casamentos únicos, personalizados e menos convencionais.

 

 

Como surgiu o nome Bad Bad Maria

Mau, mau Maria que o gato já mia! Esta é uma expressão idiomática portuguesa, conhecida ou usada, por todos os portugueses, apesar de não se saber exatamente a origem do seu significado. Pode ser usada de forma divertida para alertar as crianças que estão a portar-se mal. Esta expressão foi escolhida pela Cátia, a mentora do projeto Bad Bad Maria, porque é uma expressão bastante portuguesa e também porque as mulheres da vida dela têm o nome "Maria"... A empresa Bad Bad Maria organiza festas, casamentos e é cheia de boas surpresas. A Cátia deu, assim, um novo significado a esta expressão, tornando-a mais doce, alegre e surpreendente!

 

© Pedro Vilela Photography (autor das fotografias nesta página)

 

Na comunicação social...


Praça da Alegria, Dezembro 2016


É a Vida Alvim, Janeiro 2017

Macau Daily Times, Novembro 2016

 

O que dizem os nossos clientes

 
bad bad maria unconventional wedding